FOLHA DO CENTRO - ESTÁ COMPLETANDO 24 ANOS EM AGOSTO Edição N° 274 - Julho de 2019.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Escola de Dança Maria Olenewa apresenta espetáculos de alto nível no Teatro Municipal

Instituição dedicada à dança é a mais antiga do país com 92 anos de fundação
A Escola Estadual de Dança Maria Olenewa pode ser considerada a instituição de maior expressão no ensino do Ballet Clássico no Brasil. A escola funciona no prédio anexo do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e é responsável pela formação do corpo de baile da instituição, além de exportar bailarinas e bailarinos para as maiores companhias de dança no Brasil e no exterior.
Os espetáculos produzidos e apresentados pela companhia de dança da Escola são considerados de altíssimo nível e qualidade técnica, não deixando nada a desejar em comparação às grandes companhias de dança mundo afora. Recentemente, a montagem de ‘Lago dos Cisnes’ lotou o Teatro Municipal, onde o público ovacionou a qualidade de atuação da Companhia.
O diretor da Maria Olenewa, Hélio Bejani, atua há 36 anos dentro do Municipal, e a três, assumiu a direção da instituição. “O objetivo principal da escola é formar bailarinos para atender ao corpo de baile do Municipal. A partir do momento em que bailarinos não são absorvidos, eles vão para companhias nacionais e internacionais, que inclusive anda em alta atualmente. Nosso intuito é fazer de tudo para manter vivo o corpo de baile”, ressalta Hélio, referindo-se ao atual momento em que não estão sendo repassadas as verbas estaduais para a manutenção da escola. “A Maria Olenewa é uma escola pública do Estado. Somos nós mesmos quem buscamos maneiras de levantar recursos para manter a escola. Fazemos convênios, parcerias e espetáculos para nos manter”, declara Bejani à Folha do Centro.
O esforço e a competência da diretoria e dos envolvidos fazem da Escola uma referência no Brasil. É uma escola técnica, reconhecida pelo MEC, e recebe em média 500 novas inscrições a cada temporada. O curso integral tem duração de nove anos. Atualmente a escola tem em média 260 alunos.
A escola atingiu um passado a marca de 50 mil expectadores em seus espetáculos. As apresentações chegam a reunir mais de duas mil pessoas no Teatro Municipal. A escola conquistou o público carioca pela excelência na qualidade. “O público vem, assiste a um grande espetáculo, se diverte e ainda ajuda a manter a escola com o valor pago pelo ingresso. A equipe é grande e bastante comprometida. Todo mundo batalhando para manter o sonho desses jovens”, completa Hélio Bejani, que além de bailarino e músico, ostenta um prestigioso e respeitado currículo artístico profissional. No carnaval carioca, Bejani é o coreografo da comissão de frente da Grande Rio, e atuou durante 10 anos na Acadêmicos do Salgueiro.
Para se estudar na Escola Maria Olenewa é preciso estar matriculado no ensino regular, e os alunos só recebem o diploma depois de formados no ensino tradicional. “É um desafio todos os dias. É muito trabalho, mas é bastante compensador porque a gente vê o resultado. Você vê que está criando novas possibilidades. “Nós temos bailarinos nas maiores companhias de dança do mundo que se formaram aqui na escola. A gente está dando continuidade a isso. É um prazer trabalhar com essa galera jovem, é uma energia e uma vontade contagiante com brilho nos olhos que eles tem”, confirma João Carvalho, coordenador administrativo da escola.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS