FOLHA DO CENTRO - ESTÁ COMPLETANDO 24 ANOS EM AGOSTO Edição N° 274 - Julho de 2019.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Mercado de aviação decola e aponta expectativa de crescimento

Com a liberação de 100% do capital estrangeiro em companhias aéreas, setor entra em expansão e promete contratações
Uma das principais portas de entrada do Brasil fica exatamente no Centro do Rio de Janeiro. O aeroporto Santos Dumont é o quinto mais movimentado do país, e este movimento deve aumentar ainda mais com as projeções de crescimento do setor de aviação civil.
O marco mais significativo do avanço na aviação foi a liberação, no final do ano passado, de 100% do capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras. Com essa medida, espera-se um aumento na competitividade, redução de preços e principalmente, abertura de vagas no setor.
Pilotos, comissários e agentes de aeroportos serão absorvidos pelo mercado para suprir a demanda estendida na categoria. “A necessidade de pilotos é muito grande. Faltam pilotos não apenas no Brasil. Muitos saem daqui e vão voar lá fora para atender ao mercado, que está super aquecido. Tanto piloto quanto comissário é uma profissão em que as pessoas acham que é impossível de alcançar, mas isso não é verdade”, afirma Renata Pinheiro, diretora da escola de aviação New Flight, no Centro da cidade.
Renata é ex-comissária da Varig, e hoje prepara profissionais para ingressar na carreira da aviação. “A previsão este ano é de contratação. A empresa Azul, por exemplo, já irá empregar 300 comissários somente para uma base da empresa. As companhias desde janeiro não param de contratar. Antigamente existia muito preconceito em relação a idade, mas hoje em dia está bastante flexível. Hoje as empresas estão contratando comissários de 45 e de até 50 anos. Piloto é a mesma coisa. A qualificação adequada é mais importante do que a idade”, revela Renata.
Para disputar uma vaga nessa fatia de mercado, é necessário ter formação em uma escola de aviação reconhecida pela Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC. O curso de comissário dura em média cinco meses. Após a formação, o participante faz uma prova da ANAC que avalia as qualificações para que possa ingressar no mercado de trabalho.
O comissário de bordo tem como responsabilidade, zelar pelo conforto e segurança dos passageiros e do voo, além de capacidade de comunicação, autocontrole e equilíbrio emocional. A remuneração líquida, somada aos benefícios, pode variar de R$ 3.500 a R$ 6.000, além de outros privilégios como passagens aéreas gratuitas, pois é notório que as companhias aéreas se preocupam em oferecer benefícios aos seus colaboradores. O salário de co-piloto pode variar de R$ 6.000 a R$ 10.000. Falar inglês é pré-requisito em ambas as funções.
Hoje, o Brasil é o terceiro maior mercado doméstico do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e China, respectivamente. A indústria aeronáutica também não vai nada mal. O Consórcio envolvendo a Boeing e a Embraer estabeleceu que a Empresa Brasileira de Aeronáutica fique com 20% de participação na nova linha de aviões comerciais. As empresas aéreas estão investindo em tecnologia e aquisição de novas aeronaves. Mesmo a saída de cena da Avianca Brasil, a diluição da companhia não afetou o setor.
Onde se preparar para ingressar no mercado de aviação
No Centro do Rio, a escola de aviação New Flight ostenta taxa de 100% de aprovação de seus alunos na prova da ANAC. A escola oferece formação de piloto privado e comercial para avião e helicóptero, comissário de bordo, agente de aeroporto, além de inglês, espanhol e Libras. A New Flight oferece também workshops sobre maquiagem, postura profissional e preparação para entrevistas.
A escola é uma das principais fornecedoras de mão de obra qualificada para os aeroportos Santos Dumont e Tom Jobim, além de grandes companhias mundo afora, como a Emirates. O profissional recebe formação completa para atuar no mercado, inclusive com treinamentos práticos em grandes companhias nacionais. A Escola recebeu, entre outros, o Prêmio Latim Americano de Aviação Civil.
Em relação ao perfil atual dos comissários, a diretora da New Flight afirma que “hoje em dia não tem mais o mesmo perfil de antes. Hoje as empresas aéreas estão procurando mais pela qualificação, habilidades e competências do candidato”, afirma Renata Pinheiro.
Para facilitar a vida de quem pretende iniciar na carreira, a Escola promove todos os meses a palestra “Profissão Comissário”, inteiramente gratuita e aberta ao público, onde são detalhados os pós e os contras da carreira de comissário, esclarecendo dúvidas e questões.
Durante a palestra também são sorteadas bolsas de estudo parciais e integrais para os participantes. As inscrições são feitas através dos telefones: (21) 3258-0427 e (21) 96523-5673, ou nas redes sociais e site da New Flight.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS