FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 271 - Abril de 2019.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Página da Saara  
Igreja de São Jorge no Centro se prepara para receber os fiéis

O dia de São Jorge é uma das datas religiosas mais importantes da cidade do Rio de Janeiro. Todos os anos são organizadas comemorações por toda a cidade para celebrar o dia do “Santo Guerreiro”. Na Igreja São Gonçalo Garcia e São Jorge, no Centro, realizará a tradicional alvorada às 5h. Ocorrerão missas campais na Avenida Presidente Vargas, às 8h, 9h, 10h, 11h, 12h, 14h, 15h e 16h. No interior da igreja haverá missa solene celebrada pelo Cardeal Dom Orani Tempesta, às 18h, e a missa de encerramento, às 20h.
Pelas ruas da Saara, as lojas apostam na venda de camisas e adereços que remetem à comemoração, e que homenageiam a data. São Jorge foi nomeado padroeiro de muitos países como Inglaterra e Portugal. Para a Igreja Católica, o símbolo do dragão na imagem de São Jorge é visto como o mal e a vitória sobre ele representa a vitória por São Jorge ter resistido às tentações do imperador Diocleciano em fazê-lo desistir de sua fé. O Santo é considerado um símbolo de força e mártir da fé cristã.
Nascido na Capadócia (atual Turquia), São Jorge era filho de cristãos, aprendendo desde cedo a acreditar em Deus e Jesus Cristo como sua salvação.
Porém viveria boa parte de sua vida na Palestina, após a morte de seu pai, e lá seria promovido a capitão do exército do império romano mesmo ainda muito jovem, devido as suas habilidades e sabedoria.
O sincretismo religioso faz com que a figura de São Jorge transite em outras religiões além do catolicismo, como por exemplo, na umbanda onde o Santo é chamado de Ogum, um sincretismo desenvolvido ainda no período colonial brasileiro e intimamente ligado à escravatura.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS