FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 269 - Fevereiro de 2019.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Estácio de Sá: o Cristo Negro de Portobelo

Para o carnaval deste ano GRES Estácio de Sá promete levantar não só a Marquês de Sapucaí, mas também questões sobre a representatividade religiosa. O enredo que terá enfoque no santo, que emergiu das águas panamenhas, o Cristo Negro de Portobelo, busca realizar uma analogia entre Nossa Senhora Aparecida que possui traços semelhantes com o da história da imagem que será apresentada.
Ao reconhecer a sensibilidade do tema num estado conservador como o Rio de Janeiro, o carnavalesco Tarcísio Zanon, está desenvolvendo o enredo pelo quinto ano consecutivo pela Vermelho e Branco, não demonstra preocupação com o que pode vir a ser interpretado. Para ele a questão mais importante é que as pessoas se sintam representadas por um Salvador que pode ter a face que darmos lembrando que “Nós somos a imagem e semelhança de Deus”. A Escola adianta que terão diversos Cristos expostos pela avenida e promete emocionar a todos os fãs do carnaval, realizando esse link de fé entre a cultura panamenha e a brasileira.
“ O nosso enredo é contado pelo olhar de um Pelegrino. Existe um caminho de peregrinação que vai do Panamá até Portobello e eles passam por toda a beleza natural que cerca o mar do Caribe e todo o tropicalismo em questão. “ Explica Tarcísio sobre sua ida ao Panamá, nesse gancho, o carnavalesco explica também o quanto considera importante que as pessoas do Panamá e fiéis do Cristo Negro de Portobelo sejam homenageadas no contexto da apresentação, para ele não basta apenas carnavalizar e se comunicar somente com o público brasileiro.
A falta de disponibilidade de recursos provindos da prefeitura do Rio em mais um carnaval, levou a Escola a reciclar dejetos e realizar trocas de materiais para a confecção de suas fantasias. No Carnaval 2018 a Escola perdeu pontos por utilizar penas sintéticas. O Prefeito do município do Rio de janeiro não autorizou a utilização do espaço do Sambódromo para ensaios técnicos esse ano, em razão disso a GRES Estácio de Sá convida a todos para participar dos ensaios que acontecem as segundas-feiras ás 20 horas na quadra da Avenida Salvador de Sá, Cidade Nova, no Centro do Rio e do samba toda sexta-feira na quadra da Escola. O “berço do samba” será a terceira a desfilar no dia 2 de março, ás 23 horas e a concentração acontecerá as 20 horas ao lado dos correios.
A quadra da Estácio de Sá fica na Avenida Salvador de Sá, 206/208 - Cidade Nova.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS
 
 
..