FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 266 - Novembro de 2018.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Candelária: a mais imponente e grandiosa igreja do Rio de Janeiro

A história da Igreja da Candelária, pertencente à Irmandade do Santíssimo Sacramento, se iniciou em meio à uma tempestade, quando um casal de espanhóis, António Martins de Palma e sua esposa Leonor de Palma estavam em viagem, no início do século 17, atravessando o Oceano Atlântico. Durante o temporal que os afligia e diante do perigo de naufrágio o casal fez uma promessa de erguer uma capela no local que chegassem a salvo.
O casal chegou a salvo no Rio de Janeiro, e aqui cumpriram a promessa de erguer com dinheiro próprio uma pequena ermida à Nossa Senhora da Candelária, da qual ambos eram devotos e cuja origem era da Espanha. Em tempos passados, não somente a igreja da Candelária, mas muitas outras tinham sua história iniciada no cumprimento de promessas.
A pequena igreja foi erguida antes do ano de 1634, ano este em que foi criada e estabelecida a paróquia da Candelária. No ano de 1710, a igreja que se encontrava em mau estado foi reconstruída. No ano de 1775 a Irmandade do Santíssimo Sacramento e seu provedor o Bispo Diocesano D. José Joaquim Justiniano Castelo Branco, decidiu erguer um novo templo, baseado em um novo e grandioso projeto, encomendado ao sargento-mor Francisco João Roscio. O projeto foi concebido em estilo barroco, que continua preservado nas fachadas até os dias de hoje. Entretanto, o mesmo estilo não se manteve nas naves, executadas no século 19 em estilo clássico. Além do mais, acréscimos foram feitos, tendo planta passado a ter formato de cruz latina e duas torres.
A Igreja da Candelária é uma das principais obras artísticas do século XIX brasileiro, pela qualidade dos nomes envolvidos, pela arquitetura neoclássica e pela decoração interna exuberante, em estilo misto neoclássico e eclético. A isso, se soma a bela fachada, obra-prima do século XVIII, que demonstra uma grande harmonia no contraste entre os trechos pintados de branco e o granito escuro carioca, além dos diferentes perfis de janelas, as duas torres e o frontão clássico. A igreja de Nossa Senhora da Candelária é um orgulho para o Centro Do Rio de Janeiro

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS