FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 264 - Setembro de 2018.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Carta do Leitor  

As campanhas eleitorais começaram e estou achando muito bom a maneira como está sendo feita as campanhas com tudo muito discreto e muito mais limpo. O movimento dos candidatos nas ruas não está sendo agressivo, barulhento e nem sujo. Me lembro de eleições passadas em que as ruas ficavam imundas, poluídas, muito barulho, muita confusão, principalmente nos anos 90 e anos 2000. O Rio é uma cidade linda e não merece estar suja e poluída com material de campanha eleitoral. Geralmente no dia da eleição, os candidatos exageram um pouco e a gente percebe sujeira nas ruas perto dos locais de votação, mas isso já diminuiu bastante. Na minha opinião, eleições mais limpas é melhor para todos.
Cláudia Moraes, 52 anos – Comerciante

Bonde de Santa Teresa
Moro em Santa Teresa e não costumo usar o bonde como meio de transporte pois o bonde não atende os caminhos que eu preciso, mas entendo que as obras vão beneficiar o nosso bairro e há muito tempo queremos que o bonde seja ampliado. O problema é que as ruas estreitas não estão comportando os carros e as obras. Muito engarrafamento, muito trânsito parado e tem dias que eu gasto 4 vezes mais tempo para chegar no Centro, por exemplo. A obra é legal, é muito importante, mas deveria ter sido feito um estudo para não impactar tanto o trânsito. Sou super a favor do crescimento do bonde, mas o trânsito tem dias que complica demais e atrasa muito a vida de quem precisa passar pelo caminho.
Adriana Cardoso - via Facebook

Moradores de Rua
Estou impressionada com o número de moradores de rua que estão pelo Centro. Em qualquer lugar que você ande é fácil de ver grupos de moradores de rua por todo lado. No Campo de Santana, na Lapa, na Central e até na biblioteca pública estadual eles fizeram acampamento e tudo. O governo deveria estar mais atento para essa questão e oferecer alguma proposta que possa levar esses moradores de rua para os abrigos ou oferecer condições de dignidade para eles. Moradores de rua sempre existiram em todos os cantos da cidade, mas agora parece que aumentou muito mais. Eu transito muito pelo Centro e tenho observado esse crescimento desordenado.
Jéssica Maria - Via Facebook

Lapa esvaziada
Tenho a impressão de que o movimento nas noites da Lapa caiu bastante. Na última vez que estive na Lapa com alguns amigos, percebi que o número de pessoas nas ruas e nos barzinhos no dia de sexta-feira caiu bastante. Antes as ruas e os bares viviam lotados e eu não vi essa situação quando fui. Não sei se é a crise, o medo da violência, ou até mesmo o frio, mas realmente percebi que o público estava um pouco tímido em relação ao número de pessoas que eu costumava ver circulando pelo bairro.
Karen Almeida, 33 anos - Tec. Enfermagem

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS