FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 263 - Agosto de 2018.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

CIAD Mestre Candeia realiza mais de mil atendimentos mensaisa pessoas com deficiência

Colaborou: Kaic França
O Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência (CIAD) Mestre Candeia é um local de referência no atendimento à pessoa com deficiência do Município do Rio de Janeiro. Ele agrega diferentes órgãos municipais, todos oferecendo serviços e ações voltados para as pessoas com deficiência e seus familiares. Tem como premissa o trabalho intersetorial. Além dos órgãos municipais, o CIAD conta com o serviço do RioCard e posto de atendimento do INSS, que tem suas ações voltadas, prioritariamente, para as pessoas com deficiência e idosos.
Entre os órgãos municipais que atuam no local, está a Subsecretaria da Pessoa com Deficiência que conta com um Centro Municipal de Referência da Pessoa com Deficiência (CRMPD), a Central Carioca de Intérprete de Libras e a Central de Atendimento sobre o Passe Livre Municipal.
Os Centros Municipais de Referência da Pessoa com Deficiência (CMRPD) são os espaços da Subsecretaria da Pessoa com Deficiência onde as pessoas são atendidas de acordo com as suas demandas e através de atividades terapêuticas, socioeducativas, pedagógicas, laborativas, culturais e esportivas, organizadas nos seguintes eixos: Qualidade de Vida, Educação, Esporte e Cultura, Acessibilidade, Produção, Trabalho e Atenção ao Cidadão, Proteção Social, Descentralização e Itinerância. Essas atividades ocorrem através da atuação de equipes multiprofissionais formadas por assistentes sociais, educadores físicos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, pedagogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, dentre outros. Os atendimentos podem ser individuais ou em grupo, tendo como base planejamentos integrados e multidisciplinares.
O CMRPD do Centro realiza atendimentos em pessoas com deficiência física, deficiência intelectual, deficiência visual, Autismo, Síndrome de Down, Paralisia Cerebral, adulto com sequelas de AVC, e outros tipos de deficiência. São realizados em média, 1.023 atendimentos por mês, em diversas especialidades como: fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional, musicoterapia, laboratório de tecnologia assistiva, educação física, neurologia, assistência social.
O primeiro contato que o usuário faz quando procura a unidade para buscar atendimento, é através do Núcleo Integrado de Atenção à Família (NIAF), que é a porta de entrada em todas nossas unidades. É o local onde é feito o acolhimento, a identificação e o encaminhamento das pessoas que procuram o CMRPD.
A Central Carioca de Intérpretes de Libras (CCIL) torna acessíveis os serviços públicos para as pessoas surdas e surdocegas do Rio de Janeiro, por meio de atendimentos presenciais, online e externo de ordem jurídica, trabalhista ou médica. A CCIL realiza em média, 242 atendimentos mensais.
A Subsecretaria da Pessoa com Deficiência conta com mais seis CMRPDs na cidade do Rio de Janeiro.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS