FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 259 - Abril de 2018.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Carta do Leitor  

Faltam lixeiras no Centro da cidade
Gostaríamos de aproveitar esse espaço dedicado aos leitores para expressar a nossa insatisfação com a falta de lixeiras no Centro do Rio de Janeiro, principalmente na região da Praça da Cruz Vermelha e arredores. Um local com grande movimentação de pessoas deveria ter uma melhor atenção em relação ao lixo. Só verificamos uma lixeira em toda a Rua Carlos Sampaio, por exemplo. Gostaríamos que a Prefeitura do Rio, responsável pelo descarte e coleta de lixo, instalasse mais lixeiras nesta região, diminuindo o problema do lixo nas ruas e calçadas. (Nota: a reclamação foi encaminhada para a Comlurb e para os órgãos competentes da Prefeitura).
Aparecida e Dorival – (via e-mail)

Lapa Presente
Queria parabenizar o trabalho realizado pela Operação Lapa Presente. Estive com uns amigos de Curitiba e levei-os para conhecer a Lapa e podemos presenciar o trabalho da equipe, que realmente está atenta a tudo que acontece. Ficamos na Av. Mem de Sá na calçada de um barzinho e nos sentimos muito seguros com a presença deles. As pessoas respeitam realmente o Lapa Presente, e vimos também viaturas da polícia passando. Com essa onda de violência que assola a cidade, foi uma grata satisfação poder sair e voltarmos tranquilos para casa, e percebi que a Lapa não está abandonada com a presença do Lapa Presente.
Adriana Gusmão, 36 anos – Cabeleireira
Salvem a Praça da Cruz Vermelha
Acho deplorável a situação em que se encontra a Praça da Cruz Vermelha. Todo mundo reclama, muita gente fala, mas nada é efetivamente resolvido. Quando a Prefeitura vem, faz a limpeza, recolhem os lixos, os moradores de rua vão embora e logo em seguida volta tudo novamente. O mal cheiro é insuportável e eu já vi várias reclamações aqui também na Folha do Centro. Alguém precisa fazer alguma coisa. A Praça acaba até mesmo desvalorizando o bairro porque as pessoas têm até medo de passar por ali. Às vezes quando contorno a Praça, mesmo de dentro do carro a gente sente o cheiro horrível que sai dali. Salvem a Praça da Cruz Vermelha.
Priscilla Sousa, 43 anos – Comerciante


Aumento de carros nas ruas?
Sou taxista há mais 20 anos e acredito que o número de carros que circulam no Centro, na Lapa e no Bairro de Fátima tenha aumentado nos últimos tempos. A qualquer hora do dia é certo encontrar um trânsito congestionado na Rua do Riachuelo e na Mem de Sá, por exemplo. Antes não era assim. O trânsito lento existia sim, mas em certos horários e não praticamente o dia todo como é hoje em dia. Não sei se foram também as obras feitas no Centro que pioraram o trânsito, mas eu percebo que hoje existe um número bem maior de carros circulando pelas ruas.
Cassiano Oliveira, 48 anos - Taxista

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS
 
 
..