FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 255 - Dezembro de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Documentário “Luana Muniz – Filha da Lua”

O documentário que desvenda o mundo da travesti Luana Muniz, a “Rainha da Lapa”, foi exibido no Teatro Oi Futuro, no Flamengo. “Travesti não é bagunça!” A frase gritada de uma das esquinas da Lapa, quando uma travesti bate num possível cliente, ecoou em milhares de televisores via programa “Profissão Repórter” em 2010.
A frase virou bordão, letra de funk e agora será ouvida em som “surround” nas telas de cinema. O documentário “Luana Muniz - Filha da Lua” revela os bastidores deste episódio assim como outras polêmicas na vida da Rainha da Lapa, como era conhecida.
Luana saiu de casa na adolescência para se prostituir, modificou seu corpo no momento em que a ditadura botava pra quebrar e trabalhou em diversos países da Europa. Ela não tem papas na língua quando o assunto é drogas, sexo, violência e mercado de prostituição. Além disso, administrava um Casarão na Lapa que hospedava travestis, onde cuidava de comportamento, prevenção, documentação e funerais.
Luana sobretudo, se colocava como um exemplo para as outras, e conseguiu impor respeito, num momento em que travestis são eliminadas brutalmente no país. Luana era Presidente da Associação de Travestis do Rio de Janeiro. A direção do documentário é da dupla Rian Córdova e Leonardo Menezes. Ambos saíram da TV para montar filmes mapeando a cena LGBT. O projeto é realizado pelo Cineduc, patrocinado pela Oi, incentivado pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro através da Secretaria de Cultura.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS