FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 255 - Dezembro de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Livros e Livrarias  
Escritora Nathalia Alvitos lança no Centro seu segundo livro

Com tramas sobre crimes e disputas de poder, a escritora Nathalia Alvitos, lança o romance policial “Cidade Perdida” no dia 19 de dezembro, a partir das 17h, na Livraria Folha Seca, no Centro do Rio. A autora traz, mais uma vez, uma mulher como personagem principal. Lana Garcia é uma inspetora da polícia civil capaz de desvendar todos os crimes que caem em suas mãos. Um jogo de poder que envolve políticos, traficantes, polícias e a imprensa televisiva são alguns dos ingredientes que a jornalista e escritora Nathalia Alvitos se utiliza para apimentar a trama.
A trama se passa numa cidade onde a corrupção e a violência são os maiores inimigos, os políticos negociam cargos através de altas cifras, policiais fazem acordos com traficantes e a imprensa divulga a notícia para conquistar uma maior audiência. Apesar da estética realista que marca o romance, as tramas são pura ficção.
Nathália é jornalista formada pela PUC-Rio e se especializou em Segurança Pública com cursos em Israel e no Rio de Janeiro. Trabalhou na Marinha do Brasil, Rede Globo, Rede Bandeirantes e Record TV, emissora em que se tornou repórter policial. Em 2015 iniciou sua carreira na literatura com o romance “Lavínia: no limite”. O sucesso foi tanto que a autora foi convidada a participar da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP) no mesmo ano e para a Festa Literária de Nova Friburgo (FLINF) em 2016.

Sugestão de Leitura: “História da Caricatura Brasileira”
A obra ‘História da Caricatura Brasileira’ examina a trajetória e a produção dos protagonistas da caricatura no Brasil desde o século XIX até a época contemporânea. Faz parte de uma coleção em vários volumes, que tem o objetivo de resgatar e revisar a história da caricatura brasileira, mapeando a nossa produção gráfica, dos primórdios até os dias de hoje.
Com registros e análises biográficas sobre a trajetória e a obra dos principais caricaturistas brasileiros, o livro revela artistas dessa área que não foram contemplados ou sequer citados nos estudos anteriores. A ‘História da Caricatura Brasileira’ refunda a caricatura no Brasil, estabelecendo novo marco inaugural e fundador dessa arte no país, reconhecendo a charge publicada no periódico pernambucano O Maribondo como a primeira caricatura brasileira, refundando a data da caricatura no Brasil para 25 de julho de 1822.
Ao mesmo tempo, a obra destaca a importância, também precursora, da série de estampas caricaturais de Manoel de Araújo Porto-Alegre, um marco dessa arte em nosso país. Um dos pontos de ineditismo da presente obra é o fato de revelar, pela primeira vez, ou de forma detalhada, caricaturistas que não foram contemplados ou sequer citados nos estudos anteriores.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS