FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 254 - Novembro de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Escola Monteiro de Carvalho monta seu primeiro time de futebol feminino

O futebol feminino acaba de ganhar mais um time representando a classe estudantil de Santa Teresa. A Escola Estadual Monteiro de Carvalho promoveu o evento “Primavera Cultural”, que pontuou a estreia do futebol feminino no Colégio. O evento é uma iniciativa da diretora Rosângela Cistaro, que além do futebol, trouxe shows musicais, apresentações, palestras e show de talentos com os alunos. “Ano passado foi um ano muito difícil, um ano de ocupação e de greve, por isso resolvemos criar o evento para movimentar a escola, visando sempre o lado pedagógico. Os alunos ficaram bastante envolvidos e ficaram mais de um mês empenhados organizando a festa. O time feminino também foi montado agora, e hoje vão realizar sua primeira partida”, esclarece Rosângela.
A estreia das meninas foi contra o time da Escola Estadual Souza Aguiar, colocando em campos opostos o bairro do Centro e de Santa Teresa. Sob o comando do técnico e professor de educação física Ailton Coelho Baptista, o time estreante venceu a partida por 4 a 2 contra o time convidado. Como parte do evento, algumas personalidades da região foram também homenageadas pelos alunos. Carlos Augusto da Cidade foi um dos homenageados e recebeu também uma medalha. “Fico muito orgulhoso em ver essa garotada fazendo festa e se dedicando às atividades educacionais. Um evento como esse amplia o acesso a conceitos culturais e promove a integração entre a comunidade estudantil”, avalia Carlos Augusto.
Após a estreia, o time campeão pretende disputar outras partidas contra colégios da cidade. A confiança do time estreante foi tanta que contou até com apresentação de torcida organizada. O evento foi também uma prova de superação pelas dificuldades que rondam não apenas a classe de estudantes, mas também toda a sociedade. “A gente enfrenta as dificuldades da melhor forma possível. Nós Passamos por uma fase muito difícil e tivemos até parente de aluno vítimas de violência, o que nos traz muita tristeza. Mesmo assim a gente consegue se superar, realizar os trabalhos e promover os eventos com alegria. A culminância dos projetos foi justamente essa festa, e os alunos estão muito envolvidos aproveitando bastante”, avalia a diretora.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS