FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 254 - Novembro de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Fala Dr.  
Especialista dá dicas de saúde ocular e alerta sobre óculos falsificados

Não é difícil encontrar pelas ruas mais movimentadas do Centro, uma grande quantidade de óculos escuros sendo vendidos pelos camelôs. São os mais variados modelos e réplicas que chamam a atenção pela variedade e pelo preço bastante convidativo. Porém, a coluna Fala Doutor conversou com a oftalmologista Dr. Lucia Arce, que apontou os óculos falsificados como grandes vilões, e muito perigosos para a saúde ocular.
Formada em medicina e oftalmologia pela UFRJ, Lúcia Arce fez ainda especialização de dois anos em Catarata. Segundo a especialista, usar óculos escuros é fundamental para proteger os olhos da radiação ultravioleta. “Os óculos escuros são importantes usar, mas o problema é quando são falsificados ou de procedência duvidosa. Nestes casos as lentes são de péssima qualidade, não protegem da radiação UV e ainda deixam os olhos mais expostos, já que a pupila fica mais dilatada por conta da lente escura. É uma porta de entrada maior para a radiação”, explica a especialista. Dra. Lúcia ainda revela que é menos maléfico não usar nada a usar óculos falsificados. A radiação UV pode inflamar a retina e trazer uma série de complicações irreversíveis, lesando cumulativamente as estruturas atingidas.
A visão é um dos sentidos mais importantes para a qualidade de vida do ser humano. O oftalmologista tem a importante tarefa de manter a saúde dos olhos em perfeitas condições. Em tempos de tecnologia digital, nunca se usou tanto a visão quanto agora. Não apenas no trabalho, mas também nas horas de lazer, as pessoas estão com seus telefones, computadores e notebooks, percorrendo as redes sociais. “Geralmente as pessoas quando ficam muito entretidas e concentradas no celular ou no computador, elas naturalmente piscam menos os olhos. Isso diminui a lubrificação e com o tempo pode causar doenças”, esclarece a Dra. De acordo com ela, fazer intervalos para descansar a visão é o ideal. “Parar um pouco, fechar os olhos durante um tempo ou olhar uma paisagem é muito importante para não sobrecarregar os olhos”, completa. O olho seco é uma das enfermidades mais recorrentes, causada pela falta de lubrificação.
De acordo com a Dra. Lúcia, o oftalmologista deve ser consultado desde os primeiros anos de vida. A criança pode apresentar algum problema de visão não perceber, e quando se descobre já pode ser tarde. A partir dos dois ou três anos de idade já se recomenda levar as crianças para se consultarem com o oftalmologista, a fim de diagnosticar possíveis problemas que podem se agravar com o tempo.
Em relação às lentes de contato, hoje em dia elas são bem acessíveis e bastante usadas. O problema, de acordo com a especialista, é quando os usuários não as cuidam corretamente. “A falta de cuidado com as lentes de contato pode arranhar a córnea, trazer alguma lesão, ou pior ainda quando se contamina com fungos, e a pessoa pode até perder a visão por conta disso. Portanto, é importante procurar um especialista para receber todas as orientações para não ter problemas com o uso de lentes”, conclui a médica.
Serviços:
Dra. Lúcia A. S. Arce
Rua do Riachuelo, 176 – Sl 408 – Centro – RJ
Tels. 2242-3821 / 98741-1280 – dra.lucia.oftalmologia@gmail.com

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS