FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 253 - Outubro de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Carta do Leitor  
Diversos

IPTU
Me sinto indignado com esse aumento do IPTU que entrará agora. A matéria da Folha do Centro mostrou bem as consequências desse aumento para o Município e principalmente para o nosso bolso. Sou comerciante e acho que os governantes deveriam entender que estamos num momento de dificuldades. As despesas só aumentam e o faturamento não acompanha. A Prefeitura ao invés de nos ajudar nessa época de crise, ela vai e aumenta o IPTU. Se pelo menos o dinheiro desse aumento retornasse para o bem da sociedade seria válido, mas a gente infelizmente sabe que vai aumentar o valor e nada mais vai mudar. Espero que as coisas melhorem e que a gente consiga arcar com tudo, manter os funcionários e continuar trabalhando.
Anderson Mendes, 40 anos - Comerciante
IPTU ll
Não acreditei quando eu soube que o projeto do IPTU foi aprovado. A gente fica à espera de uma boa notícia, que vá trazer alguma esperança para o fim dessa crise, e a notícia que chega é que vamos ter que gastar mais dinheiro com impostos. Tudo bem que a Prefeitura também passa por dificuldades, mas não é justo jogar essa conta para a gente pagar. Eu tinha planos de fazer uma reforma nas paredes e no piso aqui do meu restaurante, mas vou ter que adiar mais um pouco porque eu não sei como é que vai ficar esse aumento.
Mauro da Silva - 38 anos - Comerciante
Intolerância
Fico chateada com as notícias que estão aparecendo de pessoas destruindo centros espíritas. Vivemos em um mundo onde todos tem o direito de crer no que quiser e o respeito ao próximo deve ser o lema. As pessoas tem que saber que Deus é um só para todos. Violência gera violência, e assim nós não vamos a lugar nenhum.
Ivonete Gomes, 58 anos - Advogada
Proibido Estacionar
Sou taxista e trabalho em frente ao INCA na Praça da Cruz Vermelha. Nós taxistas deveríamos ter o direito de parar em frente ao Hospital, para embarcar e desembarcar os passageiros. A maioria deles são pacientes do INCA, e muitas vezes estão bastante debilitados, alguns em cadeira de rodas ou com dificuldade de locomoção. Fica muito difícil para esses pacientes atravessarem a rua para pegar o taxi. A Prefeitura colocou logo quatro placas de parada proibida uma do lado da outra em frente o Hospital. A gente pensa é no bem estar do passageiro para ele não ter que se locomover até o ponto de taxi , tendo que atravessar a rua.
Roberto Medeiros, 59 anos - Taxista
Mais condução
Leio a Folha do Centro, e tenho vários clientes meus que reclamam da falta de condução para quem vem ao Centro. Muitas vezes só existe uma linha, poucos carros e reclamam que demora muito para sair do ponto final. Além disso, os ônibus estão sempre cheios e não tem ar condicionado. Outra coisa é a questão da violência. Os assaltos no bairro estão crescendo muito e deveria ter mais policiamento nas ruas.
Melissa Brasil, 31 anos - Comerciante

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS
 
 
..