FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 251 - Agosto de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Moradores de rua recebem um banho de esperança

As pessoas em situação de rua tem em comum a extrema pobreza, o consumo de álcool, crack e outras drogas, a violência, depressão, desagregação familiar e social. O instituto respostas busca esforços com a finalidade em devolver a dignidade humana, a reintegração familiar e social e o resgate da cidadania.
[...] Fazemos esse trabalho social há quatro anos. Colocamos esse nome ‘um banho de esperança’ com o objetivo de dar uma esperança para pessoa, a fazer refletir do que ela já teve um dia e o que ela perdeu. Dar a ela a chance de ter um banho, se alimentar, fazer a barba, cortar o cabelo, trocar a roupa. Ao longo desses quatro anos já ajudamos inúmeras pessoas, entregamos uma média de duas mil quentinhas por mês [...] Conta o Pastor da Igreja Sara Nossa Terra, Marcelo Araujo.
É uma ação social voltada para os moradores de rua, que além de alimentos e de roupas irá oferecer também serviço de cabeleireiro, banho com shampoo e condicionador, e conselhos para superar a situação de vulnerabilidade.
“Sentimento de felicidade, um lugar pra gente tomar um banho, se alimentar, cortar o cabelo, nos da uma dignidade que em algum momento em nossas vidas a gente perdeu. Amanhã já estou indo ver um serviço e já me deram uma roupa e um perfume e vou de banho tomado, me deu um novo entusiasmo”. Conta Gilmar Nestor, morador de rua há 15 anos.
Um lugar que você possa escolher sua roupa, tomar um banho quentinho, cortar seu cabelo, escovar os dentes e/ou fazer a barba. E tudo isso gratuitamente. É isso mesmo. Essa é a tecnologia social chamada de “UM BANHO DE ESPERANÇA” feito especialmente para Moradores em Situação de Rua.
Além da esperança de uma vida melhor, o “Um Banho de Esperança” vai levar um pouquinho de dignidade aos moradores de rua. Além de amor e respeito.
A ideia de acordo com o pastor da Igreja Sara Nossa Terra Pedro Bezerra, é suprir a primeira necessidade e depois oferecer saídas para que as pessoas possam mudar suas vidas. “É muito gratificante, a gente vê a transformação das pessoas, nosso trabalho não é só entregar comida, mas também fazer um acompanhamento depois disso. A emoção de ver o morador de rua tomar banho, fazer a barba, se alimentar ai você encontra com ele na semana seguinte, depois na outra... ele ganha confiança, já abre a vida dele pra você, então conseguimos analisar onde podemos ajuda-lo, realmente não tem preço, fazer a diferença na vida dessas pessoas não tem preço, assim como perguntamos quem quer mudar de vida, se escuta cada historia, pessoas que foram decepcionadas as vezes amorosamente, e entraram numa depressão profunda e se envolveram com álcool, você encontra pessoas com potencial muito grande na rua que só precisam de uma ajuda, uma mãozinha. Então a gente junta os irmãos e aluga um quartinho, arruma um trabalho, reposiciona no mercado no trabalho, quem precisa de recuperação com droga, levamos para o Centro de Recuperação, estamos sempre dando um suporte’’.
O evento é realizado toda segunda feira, uma semana na Praça Cruz Vermelha e outra na Av. Graça Aranha, e conta com ajuda de voluntários.
O I ‘nstituto Resposta busca novos voluntários para ajudar na causa, caso tenha interesse acesse o site: www.institutoresposta.org.
Ou pelo email: falecom@institutoresposta.org
Conheça nosso trabalho no Facebook: @institutoresposta

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS