FOLHA DO CENTRO - 23 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 251 - Agosto de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Fala Morador do Centro  

O Jornal Folha do Centro quer ouvir a opinião dos moradores da região e conhecer de perto quem são essas pessoas que constroem a história do bairro ao longo dos anos. Nesta edição de Agosto, ouvimos Isis Araujo, ela é Agente Comunitária de Saúde tem 44 anos e moradora do Centro há 20 anos.
Folha do Centro: Como à senhora considera as questões de limpeza do Centro?
Isis Araujo: Está péssima, insalubre, um grande risco pra saúde das pessoas, tanto idoso quanto criança. Muito lixo na rua, esgoto estourando, calçada quebrada cheia de lixo, está difícil principalmente na Lapa.
Folha do Centro: Se a senhora tivesse o poder de mudar alguma coisa no seu bairro hoje, o que mudaria?
Isis Araujo: Questão que chama muita atenção é o barulho, que atinge a todos aqui, chega aos postos de saúde, na clínica da família, onde eu trabalho. As pessoas estão reclamando muito, estão pedindo um socorro.
FC: Como tem afetado sua vida e das demais pessoas essa questão do barulho?
IA: Hoje nós não estamos conseguindo dormir, essa questão está chamando muita atenção, porque nos temos a saúde e cidadania, e eu como moradora o meu prédio, por exemplo, tem sido constantemente afetado pelo barulho e os idosos da região estão sendo os mais afetados. Aumenta a pressão, aumenta o uso do remédio pra dormir, de madrugada o barulho imenso. Os bares e casas de show não tem aquele acústico.
FC: Em relação à linha c-10 o que a senhora notou nela nos últimos meses?
IA: Eu utilizava muito essa linha e fui afetada de uma maneira negativa. Os motoristas não tem educação com o idoso, não tem paciência, eles fazem gestos quando a pessoa fala alguma coisa, dificuldade até de parar no ponto, eles não querem parar em certos pontos e são 40 minutos de intervalos entre os ônibus.
FC: O que o bairro mais necessita hoje?
IA: Falta praça para criança, idoso, falta áreas de lazer. A gente tem uma carência no bairro de lazer mesmo, um ponto de convivência, porque no Centro tem muito idosos. Seria rico pra gente e pra população que ia ganhar muito.
FC: No Centro a segurança está ruim?
IA: Está péssima, a gente tem medo de andar nos arcos, passar a pé. O Lapa Presente melhorou muita a segurança, se não tivesse seria muito pior mesmo. A noite melhora a segurança, mas de dia não temos muito policiamento. Eu tenho muito receio de passar ali com meu celular

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS