FOLHA DO CENTRO - 21 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 248 - Maio de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO
  Coluna Vertebral  
TUDO PELA SAÚDE

Conheças as afecções músculo-esqueléticas
As afecções músculo-esqueléticas agudas ocorrem com mais frequência em regiões anatômicas particulares. Por exemplo, as entorses acontecem mais comumente no tornozelo e no pulso ao passo que a bursite é mais comum no ombro, assim como cotovelo e joelho apresentam tendinites.
Hoje Ombros
A cápsula, os ligamentos e os músculos do ombro dão estabilidade a essa articulação e servem de base firme, porém móvel de todos os movimentos do braço e das mãos. As bolsas amortecem os movimentos do ombro. As afecções músculo-esqueléticas podem afetar uma ou mais dessas estruturas, limitando gravemente a mobilidade.
O quadro a seguir mostra as afecções músculo-esqueléticas mais comuns referentes ao ombro.
Condições músculo-esqueléticas que afetam o ombro
Estrutura umeral afetada Lesão
Cápsula • Pericapsulite
• Ombro imobilizado
Tendão e ligamentos • Tendinite bicipital
• Tendinite “supra-espinhosa”
Bolsas • Bursite subacromiana
• Bursite subdeltóide
Músculo • Rompimento do manguito de rotação
Articulações • Subluxação ou deslocamento da
articulação gleno-umeral,
acromioclavicular e esternoclavicular
Finalmente, o ombro pode ser afetado pela síndrome de afastamento agudo que ocorre quando o manguito de rotação insinua-se por baixo das outras estruturas umerais. Esta é uma causa comum da bursite subacromiana e de rompimento do manguito de rotação. A síndrome é de difícil distinção entre outras lesões, e ao ser diagnosticada deve ser tratada conservadoramente.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS