FOLHA DO CENTRO - 21 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 247 - Abril de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Hospital IV Centenário e antigo IML continuam esquecidos pelo poder público

São inúmeros os prédios abandonados no Centro da Cidade, dois deles impressionam pelo seu tamanho, história e descaso, tem causado grande preocupação aos moradores do entorno, são os prédios do antigo Instituto Médico Legal na Avenida Mem de Sá e o Hospital IV Centenário, em Santa Teresa. A possibilidade de que esses dois prédios sejam invadidos por bandidos ou moradores de rua e acabarem se tornando pontos de comércio de drogas é constante, ainda mais quando nos referimos ao prédio do IV Centenário em Santa Teresa.
Quem passa pela entrada do antigo Instituto Médico Legal (IML) na Avenida Mem de Sá, conhece bem o cheiro forte e desagradável de urina e fezes, que se acumulam no local. Desativado em 2009, em favor da transferência do IML para seu novo endereço, na Av. Francisco Bicalho. Atualmente, Com isso a entrada do prédio na Mem de Sá, passou a servir de refúgio para moradores de rua e usuários de droga durante a noite além de motoristas que também usam o local como estacionamento.
Se antes alguns moradores não reclamavam do mau cheiro, em troca da redução do IPTU e pelo policiamento que existia na região, a situação tem mudado bastante. Durante 60 anos, o IML do Rio funcionou no local e durante esse tempo era fonte constante de críticas pela sua localização, ainda que houvesse benefícios para quem morava na área.
Com cinco andares e um terreno de cinco mil metros quadrados, atualmente somente a entrada da Rua dos Inválidos vem sendo parcialmente utilizada para assuntos administrativos e o atendimento inicial de corpo de delito, até ter seus serviços totalmente transferidos para a nova sede, apenas um pequeno número de policiais fazem a segurança do local. Quase dez anos depois o lugar parece não ter nenhum projeto para reaproveitamento do prédio que se encontra em uma das mais importantes vias do Centro do Rio.
Localizado na Rua Almirante Alexandrino, em Santa Teresa, o Hospital IV Centenário, foi durante muito tempo sinônimo de luxo na cidade. Desapropriado em 2008, o prédio vem desde então se deteriorando e tem causado preocupação aos moradores da área, no ano seguinte o antigo hospital chegou a ser metralhado por traficantes da Fallet em 2009.
Diversos projetos foram sugeridos para a reutilização do local, sendo a proposta para transformar o local em um batalhão da polícia militar do Rio, além de três unidades de Polícia Pacificadora (UPP) e um hotel de trânsito para os PMs,sugerida ainda em 2011 pelo governo do estado essa proposta acabou não sendo levada a frente. De propriedade particular o antigo hospital foi duas vezes a leilão, ambas sem sucesso. Outra opção sugerida por moradores de Santa Teresa foi a reativação do hospital, aumentando assim, o número de leitos disponíveis na região. Entretanto desde o desativamento do prédio, nenhum projeto de reutilização das dependências foi planejada ou apresentada para a população.
Construído nos anos sessenta para abrigar um hospital hotel, especializado em acompanhamento pós-cirúrgico, ou seja, eram oferecidos quartos e acomodações para a recuperação de procedimentos complexos, com longas internações. Com 11 andares e seis mil metros quadrados, o edifício do antigo IV Centenário, abre diversas opções desde hotel à centro cultural ou comercial. No entanto nenhum projeto é apresentado e o prédio se deteriora gradativamente.
Em nota a Secretaria Urbanismo, Infraestrutura e Habitação afirmam que “Esses prédios estão no foco do Grupo de Trabalho de Vazios Urbanos do Centro e Porto. O Grupo está trabalhando com prazo de apresentação para o prefeito de um diagnóstico propositivo em 10/04”.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS