FOLHA DO CENTRO - 21 ANOS DE EXISTÊNCIA Edição N° 247 - Abril de 2017.
COLUNAS
NOTICIAS
FOTOS
SERVIÇOS
PREVISÃO DO TEMPO

Apesar de 83 reclamações os moradores e passageiros continuam sofrendo coms as linhas 010 e 011

Quem mora ou trabalha no Centro já conhecem de longa data os transtornos e estresse que sofrem ao utilizarem a linha 010. Com um trajeto circular Central - Bairro de Fátima, passando pela Central, Av. Rio Branco, Cinelândia, Av. Mem de Sá, Rua Tadeu Kosciusko, Av. Nossa Senhora de Fátima até chegar ao ponto final na Praça Aguire Cerda. O ônibus passa por um longo trajeto que poderia ser muito mais tranquilo para os passageiros se as condições de transporte fossem melhores.
Sendo a única linha disponível com ponto final no Bairro de Fátima, o 010 ou C10, como também é conhecido, é cotidianamente utilizada por moradores e pessoas que trabalham na região do Centro. Os constantes atrasos e irregularidade no horário dos ônibus da linha tem sido fonte constante de irritação para os passageiros. De acordo com a aposentada, Sônia Barbosa, os donos da linha parecem não ter muita consideração com os moradores.
“Eu acho, ela não tem muita consideração pelos passageiros, eu moro ali na Lapa, às vezes de manhã eu fico 45 minutos esperando esse ônibus e quando eles vem, põe aquele carro pequeno e vem lotado e aqui na volta também, aqui na Rio Branco às vezes fica um tempo enorme aí vem o carrinho pequeno já lotado”.
Para Rodolfo Ribeiro, a linha costumava ser boa, mas nos últimos anos só tem piorado, além dos horários, as obras que foram feitas na Avenida Rio Branco, para o VLT, acabou deixando o trânsito na região muito mais lento e confuso “A pessoa ir andando chega mais rápido, porque tem muito engarrafamento”.
“É muito ruim essa linha, é só daqui da Central pro Bairro de Fátima, mas muita gente depende dele. [...] a maioria é desses ônibus pequeno, até que eles tão colocando grande agora, mas só estava pondo aqueles pequenos aí, anda muito idoso nesses ônibus todo mundo fica reclamando, fica mais de uma hora esperando, o outro não passa. É muito ruim, pra quem depende dessa linha aqui sofre muito”.
As reclamações não são poucas sobre as péssimas condições dos ônibus da linha 010. Em resolução da Secretaria municipal de transporte, n°2535 de 05/01/2015, determinou que toda a frota de ônibus da cidade do Rio deveria possuir ar condicionado até o final de 2016. Entretanto, apenas 42% dos veículos possuem refrigeração, em janeiro deste ano o Tribunal de Justiça do Rio, multou a Prefeitura em 20 mil pelo descumprimento da resolução.
Além da qualidade dos ônibus e do horário irregular da linha, outro ponto que causa revolta nos passageiros é o tratamento com os idosos, um dos principais grupos de moradores que utilizam o coletivo. Para o aposentado Ely Borges, morador do bairro do Centro há mais de 40 anos, as roletas e os espaços apertados tornam a mobilidade dos idosos mais difícil dentro dos ônibus. A auxiliar de caixa, Vanderleia Batista Santos, afirma que o pior da linha é o desrespeito para com os passageiros e principalmente os idosos, sendo que ela mesma já presenciou uma situação inconveniente envolvendo um idoso na linha.
“O idoso deixou a carteirinha dele cair dentro do ônibus [...]o motorista ficou reclamando e o cobrador não pega, nem faz um favor. Nesse dia até eu já peguei a carteira de uma senhora que caiu e o motorista não esperou. Queria ir logo e a senhora esperando para pegar a carteira, aí eu fui lá e peguei e entreguei pra ela.”afirma Vanderleia.
As reclamações sobre as condições dos ônibus e da regularidade da linha é antiga e repetida por diversos moradores e em diversas mídias. Ainda quem trabalha no Centro e mora próximo ao Bairro de Fátima, não existe outra opção a não ser utilizar e se submeter, ainda que contrariamente aos constantes desrespeitos realizados pela linha. Ainda de acordo com Rodolfo Ribeiro, os atrasos do ônibus, tem feito ele chegar atrasado no serviço.
“Eu trabalho aqui no hospital dos servidores, vizinho, ai pra mim só tem ele. De manhã para mim é um sacrifício, eu pego seis horas no trabalho, agora eu sou obrigado aí a chegar 6:30, 6:40 porque não tem ônibus. É muito ruim, pra quem depende dessa linha aqui sofre muito [...] eu já falei só posso chegar essa hora porque eu não vou vir à pé, não tem ônibus. Antigamente o primeiro ônibus, passava as vez 05:30, agora só passa 06h lá, fazer o que?”.
O desrespeito para com os passageiros da linha é evidente e antigo. A estudante e moradora do bairro Karina, é mais uma dos muitos usuários do 010 e define bem o que é os ônibus da linha Transurb, “péssima, não tem um ônibus com ar condicionado. Os ônibus são ruins, velhos.[...] o ônibus em sí é péssimo. Os horários nunca são cumpridos, demora muito e sempre cheio”. As reclamações se acumulam e as mudanças não acontecem, enquanto isso passageiros sofrem enquanto a Prefeitura e a Fetranspor, não resolve esses problemas.
83 reclamações
Em nota, quando questionada sobre a fiscalização sobre as condições nos ônibus do 010 e 011, a CET-Rio afirmou que realiza periodicamente fiscalizações nessas duas linhas e que “nos últimos seis meses a linha 010 recebeu 81 reclamações de diversos tipos e a linha 011 recebeu 02” afirma a CET-Rio.

 

 
CAPA
EDIÇÕES ANTERIORES
www.jornalfolhadocentro.com.br
Admin
© 2007- FOLHA DO CENTRO - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por DMS
 
 
..